A marca do PMGZ foi lançada na ExpoGenética com o objetivo de valorizar e identificar os animais superiores produzidos com base nos critérios do programa de melhoramento de zebuínos. “Todos já reconhecem um animal PO, marcado com o caranguejo da ABCZ. Agora, o animal registrado com bom desempenho no PMGZ ganhará também essa outra marca, facilitando a identificação do zebu superior capaz de fazer a diferença numa seleção”, conta o presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel Machado Borges. O ferro tem formato de Z (de zebu) e, ao centro, o desenho do símbolo de infinito que lembra também o ícone de um DNA. Durante o lançamento, foram marcados animais de todas as raças participantes do PNAT: Brahman, Guzerá, Nelore, Nelore Mocho, Sindi e Tabapuã. O registro é feito na perna direita dos animais mais bem avaliados. As marcações foram feitas pelos técnicos da ABCZ e acompanhadas por representantes das associações promocionais das raças zebuínas e da diretoria da ABCZ. Os presidentes Ronaldo Bichuette, do Sindi e Arnaldo Manuel, da ABCZ acompanharam a marcação do exemplar de propriedade do Sindi da Porangaba. “Temos uma grande satisfação de participar desse momento porque vemos que todo o nosso trabalho desenvolvido na fazenda é oficializado na marcação do gado”, disse a criadora Helena Leonel.“A força do nosso PMGZ agora tem marca. Uma marca forte como o nosso programa”, destacou o presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, lembrando que o PMGZ é o maior programa de melhoramento genético do mundo e conta com mais de 1.900 criadores participantes do PMGZ Corte e mais de 370 no PMGZ Leite.  Em um evento oficial da Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ) foi lançada a nova marca dos animais superiores que são avaliados pelo Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ). A solenidade de caráter informal aconteceu na tarde da terça-feira (22/08), no pavilhão Multiuso do Parque Fernando Costa, onde estão alojados os touros candidatos ao PNAT (Programa Nacional de Avaliação de Touros Jovens). Receberão a marca todos os animais candidatos ao PNAT e ao CEP no momento da aplicação das séries do RGD e foi instituído também o critério pelo índice iABCZ, valendo TOP 5% para as raças Nelore e Nelore Mocho e TOP 10% para as demais raças. 
Foto: Carlos Lopes