Projetos realizados pela ABCZ em conjunto com a Embrapa foram tema do encontro realizado ontem (19/12), na sede da EMBRAPA, em Brasília/DF, entre representantes das duas entidades. A proposta é permitir a participação de universidades da região do Triângulo Mineiro no projeto que a EMBRAPA desenvolve na Estância Orestes Prata Tibery Júnior, em Uberaba/MG. No local, a entidade conta com uma área para desenvolvimento de Lavoura-Pecuária-Floresta, recuperação de pastagem, novos cultivares de capim, convênio para utilização e distribuição da genética da raça Sindi - Embrapa de Petrolina, dentre outros projetos. O objetivo é ampliar o número de pesquisas no local e capacitar os estudantes de Ciências Agrárias de diversas faculdades, incluído a FAZU (Faculdades Associadas de Uberaba).

A proposta foi apresentada ao presidente da EMBRAPA, Maurício Antônio Lopes, pelo presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges. Outro tema tratado durante o encontro foi a possibilidade dos associados da ABCZ terem acesso à genética do rebanho da raça Sindi selecionado pela Embrapa Semiárido, em Petrolina/PE.  Os animais foram foco de um trabalho desenvolvido pela empresa de pesquisa conjuntamente com a Associação Brasileira dos Criadores de Sindi (ABCSindi), que permitiu o registro genealógico de 45 fêmeas e um macho pela ABCZ em novembro de 2015. A proposta foi apresentada pelo diretor da ABCZ e presidente da ABCSindi, Ronaldo Bichuette, e será avaliada pela EMBRAPA. 
Após a reunião, foi feita uma visita ao Centro de Transferência de Tecnologias de Raças Zebuínas com Aptidão Leiteira (CTZL), localizado na fazenda experimental da Embrapa Cerrados, no Gama (DF). No local acontecem provas com as raças zebuínas. O presidente da Embrapa Maurício Lopes apresentou as atividades do centro ao diretor da ABCZ e ao superintendente técnico da ACZP (Associação de Criadores de Zebu do Planalto) Marcelo Toledo.

Por Larissa Vieira
Fonte: ABCZ / Adaptação: ABCSindi