O concorrido remate da linhagem E


Por Márcia Benevenuto


Uma oferta especial agitou o mercado em meados
do mês de junho. Nos dias 12 e 19 a Emepa-PB ofertou no Leilão Elite 2021
Bovinos, o expoente de seus plantéis das raças zebuínas Sindi, Gir e Guzerá,
além da taurina Pardo Suíço.

O Sindi foi muito disputado em nível nacional. Criadores
e pecuaristas de todas as regiões do País lançaram e tentaram arrematar os lotes
ofertados.

Ao todo foram apartados para a ordem de entrada
12 machos, e 11 fêmeas com 6 crias ao pé.

As médias de valorização foram de R$ 48.800,00
para as fêmeas e R$ 18.856,00 para os machos.

O lote de destaque vai para o Sindi Pé de Serra
do selecionador José Eduardo dos Anjos, técnico da ABCZ e grande conhecedor da
raça Sindi.

A vaca Nety E, filha do Figo E e da Festa E, vaca
que vai ao Utopano E e é um patrimônio zootécnico com carga genética de alto
valor para toda a seleção da raça Sindi no Brasil foi o lote de maior
valorização do remate. “Nós optamos por investir e focar a seleção em animais
com avaliação genética. Seja para corte ou para leite, que tenha consistência
na seleção. Em virtude disso, também sabendo da qualidade dos animais ofertados
e a acurácia das avaliações, focamos nesse lote específico, que com certeza vai
contribuir muito para o nosso rebanho e para o melhoramento da raça Sindi”,
disse o titular do Sindi Pé de Serra

A EMEPA soma trabalhos desenvolvidos em 41 anos
de atuação. O maior volume de produção de refere a pesquisas agropecuárias
direcionadas a convivência harmônica de plantas e animais ao meio ambiente do
semiárido nordestino. A entidade é uma referência nacional e internacional,
principalmente em genética com animais tropicais, a exemplos: Gir Leiteiro (81
anos de seleção); Guzerá Leiteiro (69 anos de seleção); Raça Sindi (a empresa
foi responsável pela introdução dos descendentes da importação de 1952 do
Paquistão no Nordeste); também referência em caprinos e ovinos tropicais e
raças leiteiras e de corte exóticas, tais como: Boer, Dorper, Savana, Damara,
Alpina Britânica, Parda Suiça, Alpina Francesa, Anglo Nubiana e entre
cruzamentos de raças exóticas com nativas.

Os colaboradores da EMEPA já dedicaram mais de
4 décadas a criação de um dos mais importantes e avançados bancos genéticos de
animais de produção do País, sendo referência para todo o Brasil e para os
países das regiões tropicais, principalmente das zonas tropicais áridas e
semiáridas.

Não existe no Brasil um criador ou selecionador
dessas raças e associações promotoras de raças puras, que não tenha como
referência em muitos aspectos, o nome ou marca E, da EMEPA-PB, e por isso o remate
teve tal repercussão. 





















Genética Sindi estará na ExpoCruz

Por Márcia Benevenuto 
A raça Sindi estará presente na ExpoCruz, de Santa Cruz de La Siera, na Bolívia. A mostra que acontece até o dia 2...

Sindi retoma acordo com Embrapa

Por Marcia Benevenuto 

O presidente da ABCSindi, o criador Orlando Procópio está em Brasília, DF, junto com o diretor Eduardo Oliveira...

PNAT 2021. Avaliação visual e andrológico

Por: Márcia Benevenuto 

Seguindo o cronograma do Programa Nacional de Avaliação de Touros Jovens (PNAT), a segunda-feira (12) foi marca...

ABCSindi, Emepa e CTZL avaliam parcerias

Por: Márcia Benevenuto 

O diretor da ABCSindi, Eduardo Oliveira, após reunião com o Chefe do CTZL da Embrapa, Carlos Frederico. No even...

1º registro do Sindi Gaúcho

Por: Márcia Benevenuto
A última segunda-feira (14/06/2021), foi uma importante data para a ABCSindi e a zebuinocultura gaúcha. O técnico da ...

O concorrido remate da linhagem E

Por Márcia Benevenuto
Uma oferta especial agitou o mercado em meados do mês de junho. Nos dias 12 e 19 a Emepa-PB ofertou no Leilão Elite 2021...
VER MAIS NOTÍCIAS